2020 será o ano da precificação dinâmica no Brasil

08 de Janeiro de 2020

Já não deve ser mais novidade que a precificação dinâmica de combustíveis já é realidade em diversos países ao redor do mundo. Desde redes americanas de 1000 postos até redes alemãs de médio porte, algoritmos de Inteligência Artificial já são responsáveis por alterar os preços automaticamente de acordo com a demanda horária, dia da semana, e até condições climáticas. Podem ser realizadas até 18 trocas em um único dia. Porém, como exatamente isso funciona e como essas tecnologias se adaptam ao mercado brasileiro?

Uma boa solução de tarifa dinâmica é aquela capaz de entender e isolar o efeito de “elasticidade”, conceito que representa numericamente como a demanda reage às variações no preço de um determinado produto. Isolando esse efeito, torna-se possível simular reações da demanda em diferentes cenários de preços e escolher aquele que se encaixa nos objetivos estratégicos do negócio. No caso dos combustíveis, por ser um mercado com demanda sensível a preços, o revendedor que desenvolver a capacidade de reposicionar os preços com agilidade e de acordo com o mercado, utilizando metodologia estatística robusta, injetará dinheiro direto no caixa da empresa.

Um exemplo muito ilustrativo são as situações nas quais o revendedor percebe um concorrente que diminuiu o preço em R$ 0,10 e se vê diante do eterno dilema: seguir ou não seguir o concorrente?

Essas decisões podem ficar bastante complexas, envolvendo também variáveis como custos, taxas, impostos. São nesses ambientes de incerteza e extrema dinamicidade que soluções de tarifa dinâmica conseguem capturar os maiores valores. A Inteligência Artificial é capaz de realizar uma quantidade inimaginável de cálculos em um espaço de tempo extremamente curto. Com isso, decisões complexas são simplificadas por um computador que processa um grande volume de dados e devolve uma sugestão de preço otimizado para maximizar a lucratividade do posto.

No Brasil, já existe uma tecnologia de precificação adaptada ao contexto do mercado nacional. A Aprix, startup pioneira no desenvolvimento e implementação de tecnologia de precificação na revenda de combustíveis, tem ampliado sua atuação no mercado nacional com clientes em 8 estados. A solução foi concebida pensando não somente em aumentar a lucratividade da revenda com sugestões precisas de preços para diferentes momentos, mas também em livrar o decisor de um eterno problema diário – gastar tempo e energia para decidir diariamente qual preço praticar.

Segundo Guilherme Zuanazzi, CEO e fundador da empresa, existe a convicção por parte da Aprix de que a revenda tem na precificação a alavanca mais importante para aumento de performance. Ao trazer o sistema para o mercado, a adesão foi bastante positiva, tendo casos de clientes que transferiram integralmente o processo decisório de preços para os algoritmos da solução da Aprix. O sistema opera integrado ao ERP do posto e captura dados em tempo real, que são cruzados com os preços praticados na região, simulando cenários constantemente e sugerindo o melhor posicionamento de preço na bomba para cada dia. Os resultados médios ficam próximos dos 10% de aumento de margem bruta. Em 2020, a previsão é de que mais de 600 postos estejam utilizando o sistema e melhorando suas rentabilidades através da precificação.

No material da empresa, o slogan diz muito sobre a mudança de paradigma proposta: “Não deixe o seu concorrente decidir o seu preço por você”.

 

Compartilhe este material