Uma lacuna no ecossistema de pricing brasileiro

07 de Junho de 2022

Foto: Headway/Unsplash

Conferências geram conexões entre profissionais do setor de pricing e revenue management e compartilham tendências, como inteligência artificial e economia comportamental

Nos últimos meses participei de algumas conferências e fóruns da comunidade de Pricing ao redor do mundo, e acredito que a importância desse tipo de eventos vem crescendo cada vez mais. No final do ano passado estive em Bruxelas onde palestrei sobre AI-Based Pricing no fórum da European Pricing Platform e neste ano participei, em Chicago, da conferência da Professional Pricing Society, compartilhando algumas ideias sobre Behavioral Economics, e também no Pricing Strategy Wold Summit da Ardensi em Amsterdam com uma palestra focada em Dynamic Pricing. De maneira geral, esses eventos são uma grande oportunidade para compartilhar ideias, conhecer pessoas e aprender sobre a aplicação de pricing e revenue management em outras indústrias.

Outro ponto interessante a mencionar, é que durante esses eventos é possível aprender sobre as novas tendências da área de precificação e conhecer mais a fundo os produtos de diversas consultorias e provedoras de softwares especializados em pricing. Independentemente do tamanho de sua empresa e das dores de seu mercado de atuação, a participação nesse tipo de conferência pode ajudar e muito o seu departamento de pricing a evoluir. Na grande maioria dos eventos, existe também algum tipo de segmentação, onde as palestras são dúvidas de acordo com o tipo de indústria ou mercado, para que os participantes possam desenvolver seus conhecimentos de maneira mais focada em suas necessidades. Além disso, o conteúdo das apresentações, especialmente as focadas em real-cases, enriquece o saber dos participantes, que podem utilizar conceitos apresentados em suas próprias empresas e equipes de precificação.

Como em quase todas as áreas, temas relacionados à inteligência artificial e ciência de dados têm chamado bastante a atenção em eventos de precificação. De modo geral, a grande maioria das empresas busca de certa forma aprimorar suas estratégias de pricing e automatizar processos manuais, com isso, o uso de inteligência artificial ganha prioridade. Além das diversas empresas que apresentam soluções prontas (SaaS), é possível aprender sobre os desafios de implementação e desenvolvimento de modelos matemáticos de precificação em diversas empresas. As palestras relacionadas a este tópico geralmente ganham lugar de destaque e as interações e perguntas que seguem após as falas são, na maioria dos casos, engajantes.

 

Em letras azuis sobre um fundo branco, se lê: "Tendências de Pricing e Precificação Dinâmica! Compilado de materiais, curiosidades e entrevistas com especialistas na área de pricing". Abaixo, em um destaque", se lê "baixe o material gratuitamente!".

 

 

Outro assunto que percebo estar ganhando bastante importância é a economia comportamental. Apesar de ser um tópico discutido no ambiente acadêmico há bastante tempo, aplicações reais em empresas ainda são pouco divulgadas e chamam a atenção sempre que são apresentados em fóruns ou conferências. De modo geral, essas palestras focam em vieses e heurísticas utilizadas no processo decisório e como empresas podem influenciar o comportamento do consumidor ao passo que esses fatores são identificados.

No Brasil ainda temos uma lacuna no que diz respeito a eventos dessa natureza, além de não possuirmos nenhuma entidade similar as que organizam esse tipo de conferências ao redor do mundo, como a Professional Pricing Society ou a European Pricing Platform. Por outro lado, existem profissionais de extrema qualidade e com conhecimentos relevantes no país, que teriam total potencial para compartilhar suas ideias se ambientes similares fossem organizados no Brasil. Acredito que a comunidade de Pricing brasileira iria se beneficiar muito se esse senso de união e compartilhamento fosse difundido e se conferências e fóruns do gênero fossem implementados no Brasil. Além disso, todas as indústrias nacionais sentiram o impacto positivo da profissionalização da área de pricing e do compartilhamento de ideias entre diferentes mercados.

 

Por Pedro Piccoli Soares, especialista em Strategic Pricing e Revenue/Yield Management com experiência em empresas mundiais nas áreas de Engenharia Industrial, Alimentos & Bebidas e Transporte & Mobilidade

 


 

Quer ficar por dentro das novidades do Aprix Journal? Assine nossa newsletter quinzenal e receba as últimas reportagens e notícias sobre tecnologia, precificação e indústria diretamente em seu e-mail. 



Compartilhe este material