Especialistas do Pricing comentam sobre tecnologias e o futuro da precificação

17 de Dezembro de 2021

Desde seu início, em outubro de 2020, o Aprix Journal vem conversando com profissionais de precificação para compreender melhor como esta área de atuação tem se desenvolvido no Brasil, qual a sua situação atual e para que direção seu futuro aponta. Com este propósito, conseguimos reunir a perspectiva de uma diversidade de setores. Entre estes estão o de alimentos, de transporte, de lubrificantes, de higiene, entre outros. Independente do setor, todos têm em comum a clareza de que o futuro da área envolve a tecnologia da inteligência artificial. 

Na visão de César Alexandre Pinheiro Nunes, Gerente de Estratégia de Preços e Revenue Management da Moove, o contexto de crise sanitária instaurado em 2020 fez com que o uso da precificação dinâmica se ampliasse. “Por conta da pandemia, está todo mundo indo para o canal digital, todo mundo indo para a plataforma de vendas on-line, e isso vai acentuar a necessidade de trabalhar com precificação dinâmica”, avalia. 

Apesar dos aplicativos de transporte e das companhias aéreas terem sido as áreas vanguardistas no uso de sistemas de preço dinâmico, Pedro Piccoli Soares, Gestor Executivo de Profit Management e Inteligência Artificial na Sixt, comenta que o potencial de aplicação deste método abrange praticamente todos os níveis de produção. “Logicamente, existem modelos de negócio em que um sistema de precificação dinâmica não é viável, mas como hoje em dia pode-se comprar quase tudo online, acredito que iremos ver cada vez mais esse tipo de precificação no mercado”, espera. 

Este cenário é o que Alisson Lourenço, Analista de Pricing da BRF, espera para o futuro do Pricing. “Com a inteligência e a capacidade dos algoritmos em aprender sozinhos, eles conseguem entregar cada vez mais dados assertivos. Para implementar a política de preços é sensacional! Imagina a inteligência artificial te propondo qual o melhor cliente, região e produto que devo aplicar em uma política de preço para melhorar minha rentabilidade e volume de forma que teremos probabilidade de erro”, idealiza e afirma: “Isso é um sonho para o profissional de preços!”.

De acordo com Pedro Soares, o mercado brasileiro tem adotado cada vez mais este método para definir preços devido à presença de companhias estrangeiras. “A Amazon e o Uber são exemplos clássicos de empresas que trabalham com essa dinâmica e as empresas nacionais que competem com elas acabam precisando se adaptar também”, analisa. César Nunes, no entanto, acredita que esta forma de definir preços ainda está bastante fresca no cenário brasileiro. “Sinto que há um grau de maturidade no Brasil ainda abaixo de outros países. Está avançando, mas ainda há muito uso da parte básica de Pricing”, pondera. 

Isabella Araújo, Coordenadora de Pricing e Inteligência de Mercado da Baruel, representa um exemplo de profissional que tem buscado a inovação da precificação baseada em inteligência artificial na hora de precificar. Compreendendo que este método está vindo para ficar, Isabella inclusive começou a estudar uma especialização sobre Machine Learning no Pricing. “Antigamente o problema era obter informações, atualmente o principal desafio é utilizar essas informações de forma estratégica e ágil a favor da empresa. Trabalhar com algoritmos para preços dinâmicos, principalmente com a crescente que vemos no comércio online, nos permite transitar com uma grande massa de dados, possibilitando alterar preços de forma rápida, eficiente e em tempo real”, descreve.

 

Baixe o material gratuito: Tendências de Pricing: Inteligência Artificial e Precificação Dinâmica! Compilado de materiais, curiosidades e entrevistas com especialistas na área de pricing!

 


Quer ficar por dentro das novidades do Aprix Journal? Assine nossa newsletter semanal e receba as últimas reportagens e notícias sobre combustíveis, tecnologia e precificação diretamente em seu e-mail. Ou, se preferir, receba pelo WhatsApp. Basta clicar neste link, salvar nosso número e nos enviar uma mensagem.



Compartilhe este material