Como a IA pode fazer verificações automáticas no processo de pricing

30 de Junho de 2022

A automação de tarefas simples reduz o erro humano e o tempo de execução dos processos, otimizando resultados

Foto: NordWood Themes

A atualização de planilhas é uma das rotinas do processo de pricing. Embora necessária, muitas vezes, a realização de tarefas repetitivas pode ser exaustiva para os funcionários e gerar erros. Mas existem formas de contornar esse problema: operações manuais rotineiras podem ser automatizadas com códigos específicos, tornando o processo inteiro mais ágil.

Conforme o professor do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) Adriano Leal, o uso de algoritmos não dispensa o trabalho humano, pelo contrário: a inteligência artificial complementa o trabalho das equipes. “A IA vem para prever fenômenos complexos que um ser humano sozinho não consegue perceber”, afirma o professor.

Assim, a inteligência artificial economiza o tempo de execução das atividades e reduz as chances de erro humano. Como resultado, seu uso melhora o desempenho das equipes. Entretanto, para poder automatizar etapas no processo, alguns passos devem ser seguidos.

 Eleve a precificação da sua empresa! Entenda a Escada de Maturidade em Pricing, qual estágio atual da sua empresa e o que é preciso fazer para evoluir. Agende um diagnóstico gratuito!


Como fazer verificações automáticas com IA


De acordo com Frederico Maciel, CPO na Aprix, startup com soluções baseadas em dados para a precificação e inteligência de mercado, duas etapas são necessárias para obter esse resultado. O primeiro passo é entender o processo e identificar o que pode ser automatizado.

Ter um processo robusto é essencial para o bom funcionamento dos algoritmos. “A Inteligência Artificial foi desenhada para atividades relativamente repetitivas e que você consiga fazer previsões e boas estimativas a respeito do resultado. Dito isso, o que é melhor aplicado antes de aplicar a IA é fazer um redesenho dos processos administrativos”, ressalta Adriano Leal.

Então, é necessário fazer uma limpeza dos dados e garantir que as informações estejam padronizadas. Só então os algoritmos de inteligência artificial podem trabalhar nas verificações. “Ter problemas de dados é ruim em qualquer área da empresa, mas, na hora de determinar um preço, pode ser o que faz com que uma empresa tenha lucro ou prejuízo”, aponta Maciel.

Da mesma forma, é importante garantir que a qualidade dos dados que chegam para a IA seja adequada. O impacto de um único dado de custo ser preenchido errado pode causar um impacto financeiro considerável. Por exemplo, registrar um custo supondo que o valor está 10% abaixo da realidade, projetando uma margem de 15% (que, na verdade, era de 5%), é um erro que faz com que o lucro seja três vezes menor do que o que se planejava. “É um prejuízo enorme passar um preço errado, presumindo que o custo era outro, mas é algo que acontece no mercado”, explica Frederico.

 


 

Quer ficar por dentro das novidades do Aprix Journal? Assine nossa newsletter quinzenal e receba as últimas reportagens e notícias sobre tecnologia, precificação e indústria diretamente em seu e-mail. 

 


Compartilhe este material